Revistes Catalanes amb Accés Obert (RACO)

Expansão metropolitana, erosão da esfera pública e novas exigências sociais de governabilidade

Eveline Algebaile

Resum


A expansão metropolitana no Brasil tem se realizado como processo de modernização seletiva, ancorado em usos instrumentais do arcaico e do precário que agravam as condições materiais de vida e a apartação social e política de grande parte da população. A existência de padrões assimétricos de urbanidade, por sua vez, reforça padrões de governabilidade que dispensam o empenho na reconstituição do público e reiteram o patrimonialismo. A produção de outra realidade requer a formulação de estratégias de ação via Estado e via sociedade civil, âmbitos indissociáveis que, porém, apresentam diferentes temporalidades e possibilidades de definição de ações e meios. Neste trabalho, discutimos formas de atuar na potencialização da sociedade civil, por meio da produção de canais não tutelares de agregação de ações, experiências, instituições, forças e recursos, com vistas à produção gradual de novas exigências sociais de governabilidade.

Text complet: Text complet