Revistes Catalanes amb Accés Obert (RACO)

Reestruturação urbana e segregação socioespacial no interior paulista

Maria Encarnação Beltrão Sposito

Resum


Observa-se no Estado de São Paulo, em função dos ajustes que vem sendo promovidos no âmbito do capitalismo internacional, nos últimos 30 anos, uma completa redefinição da divisão regional do trabalho neste território que se acompanha de reestruturação urbana (escala interurbana) e da cidade (intraurbana). É parte desse processo a acentuação da segregação socioespacial gerada por novas lógicas de produção do espaço urbano, o que inclui seu consumo e apropriação. Priorizamos a análise da reestruturação da cidade, ainda que o contexto em que se redefinem essas lógicas seja sempre o propiciado pela reestruturação urbana, por meio do estudo dos loteamentos fechados, como um dos elementos que redefinem a ordem centro x periferia e que expressam as particularidades que envolvem a produção do espaço urbano em cidades médias, no período atual.

Text complet: HTML