Revistes Catalanes amb Accés Obert (RACO)

Espaço urbano e regularização fundiária. Práticas interdisciplinares

Dirce M. (Dirce Maria) Suertegaray

Resum


Este artigo analisa as ações de extensão sobre propriedade de terras urbanas. A ação em análise diz respeito ao convênio entre Defensoria Pública do Estado do RS, Universidade Federal do Rio Grande do Sul, através da Pró-Reitoria de Extensão, Instituto de Geociências e Instituto de Filosofia e Ciências Humanas. Integram este programa as áreas de Engenharia Cartográfica, Geografia, Ciências Sociais, Ciências jurídicas, Arquitetura e Comunicação. O objetivo institucional é reafirmar a extensão universitária pública como processo acadêmico articulado através do ensino e da pesquisa em função das demandas reais da comunidade, comprometidas com a formação dos estudantes, com a qualificação dos docentes e técnicos e com seu compromisso com a sociedade. Mais especificamente, promover análises locais relativas a questões ambientais, antropológicas e sociais, além da demarcação de lotes e seus respectivos mapeamento para fins de regularização fundiária, através de um processo de construção interdisciplinar e transdisciplinar. Neste texto prioriza-se, além da experiência, vivida uma reflexão sobre as práticas, com base nas perspectivas transdisciplinar e interdisciplinar, buscando avaliar os pontos de conflito vinculados à experiência. Esta avaliação é justificada, considerando que este projeto é relevante socialmente, pois trata da gestão urbana em áreas, por exemplo, de ocupação irregular no que se refere à posse da terra. Estas questões estão associadas, na sua maioria, a problemas de deterioração e/ou risco ambiental.

Text complet: HTML