Revistes Catalanes amb Accés Obert (RACO)

A crise do Estado de bem estar e a caracterização de processos territoriais da migração no Brasil

Maria Lucia Pires Menezes

Resum


Os estudos geográficos partem da base territorial e incluem as diferenças e mudanças para o grupo social, que são acarretadas na passagem de um território a outro. O território é o lugar, espaço físico e social, do domínio dos modos de vida que, ao sofrerem mudanças, estariam prestes a apresentar situações propícias ao deslocamento. Portanto, o objetivo deste trabalho é desenvolver a análise sobre o atual quadro de transição e mudanças estruturais no território brasileiro que estão inseridas no ciclo da economia mundial. O processo de desterritorialização, onde as migrações tornam-se parte imanente, inclui deslocamentos de força de trabalho, enfatizando as rupturas na vida cotidiana e temporal do grupo social. A pesquisa se desenvolve para concluir que o motor que antes explicava os impulsos para migrar mudou radicalmente seu calibre. Dentre outros efeitos, agora a classe média urbana se sente também "obrigada" e não somente impulsionada a migrar.

Text complet: Text complet