Revistes Catalanes amb Accés Obert (RACO)

Créditos de carbono e o reflorestamento do entorno da REBIO de Poços das Antas, Brasil

Luis Alberto da Cunha Saporta, Carlos Eduardo Frickmann Young

Resum


Nesse artigo, estudamos a viabilidade de projetos ligados ao mercado de créditos de carbono financiarem o reflorestamento de regiões biologicamente importantes. Dessa forma, fazendeiros podem ser incentivados a reflorestar suas propriedades particulares com espécies nativas, contribuindo para o desenvolvimento sustentável de suas regiões. As externalidades positivas do reflorestamento de matas nativas excedem o sequestro de carbono, pois geram um aumento na qualidade do solo e do ar, além de melhorar a situação das bacias hidrográficas onde estão inseridas as fazendas e contribuir para a preservação da biodiversidade. Um estudo de caso é apresentado para a região do entorno da REBIO Poço das Antas, no Estado do Rio de Janeiro (Brasil), onde é analisada a viabilidade financeira de um projeto hipotético, onde fazendeiros da região reflorestariam parte de suas pastagens para vender créditos de carbono. Para isso, consideramos custos de reflorestamento e manutenção da floresta, custo de oportunidade dos pastos e receitas provenientes da venda dos créditos de carbono.

Text complet: PDF