Revistes Catalanes amb Accés Obert (RACO)

Explorando as associações entre redes pessoais e acesso a bens materiais em duas metrópoles brasileiras

Eduardo Marques, Graziela Castello, Renata M. Bichir

Resumen


Esse artigo discute redes pessoais de indivíduos em situação de pobreza em doze localidades em São Paulo e Salvador, Brasil. Resultados anteriores dessa mesma investigação estudaram as redes de 209 indivíduos em situação de pobreza e 30 de classe média em São Paulo. A pesquisa investigou o papel das redes sociais na reprodução da pobreza, levando em conta o acesso dos indivíduos a bens e serviços obtidos em mercados, mas também os alcançados via ajudas e troca sociais. O presente artigo inclui os resultados de outras 152 redes de indivíduos que vivem em cinco localidades pobres de Salvador. O artigo parte da discussão comparativa das características das redes nas duas cidades. Em geral, os resultados confirmam os anteriores, embora com peculiaridades importantes em relação ao papel do espaço e da segregação residencial. Em seguida, realizamos análise quantitativa das associações entre renda, acesso a empregos e empregos de melhor qualidade, testando a importância de atributos sociais considerados classicamente pela literatura, mas também de medidas das redes e das sociabilidades dos indivíduos. Os resultados confirmam a importância central dos tipos de redes e de sociabilidade na explicação das situações de pobreza urbana.

Texto completo: PDF (Català)