Revistes Catalanes amb Accés Obert (RACO)

Centralidades periféricas: o caso do nó de Taveiro

Ana Margarida Passos Coelho Tavares

Resum


Este artigo tem por objectivo a análise do potencial de atracção das infraestruturas viárias de alta
velocidade e seus ponto nodais na preferencial localização de um conjunto diversificado de
equipamentos de produção, consumo e distribuição a que muitos apelidam de neo-aglomerações
funcionais e que aqui se denominam de centralidades periféricas. Para isso, recorre-se à aplicação da
Teoria Espacial da Lógica Social, ou Sintaxe Espacial, ao caso de estudo concreto da Via Rápida de
Taveiro e do seu nó de cruzamento com a auto-estrada n.º1 no município de Coimbra, Portugal.
Desta forma mostra-se que a Via Rápida de Taveiro, quer pelo seu posicionamento geográfico, quer
pelas relações espaciais que estabelece com a sua área envolvente, representa um elemento de
atracção para a fixação dos referidos equipamentos e é um agente de desenvolvimento urbanizado
em si mesmo.

Text complet: Text complet