Revistes Catalanes amb Accés Obert (RACO)

Modelos de gestão de projetos urbanos

Geisa Bugs

Resum


É na esfera municipal que se concentra toda a tomada de decisões do território. Para fazer frente às mudanças econômicas e sociais, e gerir os projetos urbanos com eficácia, os governos locais passaram a necessitar de inovação e iniciativas empreendedoras. Em muitos casos, isso se traduz em uma aproximação aos moldes privados de administração. Este trabalho investiga novos modelos de gestão urbana, entendidos como essenciais para uma execução plena e satisfatória do projeto de cidade. Visa contribuir com os técnicos, entidades, e administradores interessados em promover uma mudança na maneira de atuar dos organismos de gestão, para que sejam pró-ativos. Aborda os conceitos teóricos com exemplos de aplicações das seguintes modalidades: Empresa Pública e o caso Bilbao (2000), Empresa de Economia Mista e o caso Cuitat Vella – Barcelona, Concessão Administrativa e o caso Paris (1853-1870), e Gestão Consorciada e o caso Puerto Madero (1989). Por fim, apresenta três organismos locais de gestão: Terassa (Catalunha), Curitiba (Brasil), e L’Hospitalet de Llobregat (Catalunha). Os quais são analisados, desde a criação até a estrutura organizacional, e comparados entre si. Olhar para práticas bem sucedidas significa avaliar referências e encontrar o modelo próprio, de acordo com a cultura local.

Text complet: HTML