Revistes Catalanes amb Accés Obert (RACO)

O elogio à noite em Vladimir Jankélévitch (1903-1985)

Clovis Salgado Gontijo Oliveira

Resum


Vladimir Jankélévitch concede um lugar de destaque à imagem e à experiência noturna, tanto em sua reflexão ontológica quanto musicológica. Ao contrário do que se observa de modo predominante na tradição filosófica ocidental, o filósofo francês contemporâneo efetua, em diversos momentos de sua obra, uma espécie de “elogio à noite”, que merece ser investigado. O presente trabalho propõe, assim, identificar os principais fatores capazes de garantir a extrema positividade do motivo noturno no pensamento jankélévitchiano. Por meio deste estudo, será possível reconhecer algumas das influências fundamentais que, em alguns casos reinterpretadas, compõem a original perspectiva do filósofo. Dentre elas, encontram-se as poéticas musicais romântica e impressionista, a filosofia de Henri Bergson e toda uma tradição mística e apofática, na qual certa imagem da noite é igualmente valorizada.

Text complet: PDF (Português (Brasil))