Revistes Catalanes amb Accés Obert (RACO)

Agostinho e Wittgenstein em torno da linguagem: o problema da significação

Bento Silva Santos, Filicio Mulinari

Resum


A influência do pensamento de Santo Agostinho (354-430) sobre temas da filosofia contemporânea é de fato grandiosa. Dentre os principais temas influenciados por Agostinho, um destaca-se notoriamente na contemporaneidade filosófica, a saber, o tema referente à linguagem. Não é por acaso que Ludwig Wittgenstein (1889-1951), um dos principais filósofos do século XX, manteve uma relação teórica oscilante com a teoria da linguagem agostiniana. Nesse sentido, tendo como base as obras Confissões e De Magistro de Agostinho, bem como as obras Tractatus Logico-Philosophicus e Investigações Filosóficas, de Wittgenstein, o presente trabalho tem como objetivo analisar a relação teórica entre Agostinho e Wittgenstein no que se refere aos signos lingüísticos. Com a pretendida aproximação entre os dois filósofos, almeja-se apresentar uma discussão sobre a relação mantida entre os signos lingüísticos e os objetos referenciados, com o objetivo de aprofundar o debate sobre o tema do conteúdo referencial das palavras, tema importante para a metafísica da linguagem e para a filosofia da linguagem contemporâneas.

Text complet: PDF (Português (Brasil))