Revistes Catalanes amb Accés Obert (RACO)

São Vicente Ferrer (1350-1419) e a eficácia filosófico-retórica do sermão: Arte e Filosofia

Ricardo da Costa, Gustavo Cambraia Franco

Resum


O objetivo deste trabalho é analisar alguns aspectos do discurso filosófico e dos elementos da retórica medieval contidos nos sermões de São Vicente Ferrer (1350-1419), sobretudo suas reflexões sobre um tema presente, de forma corrente e universal, na Idade Média cristã: o das virtudes morais, ou virtudes cardeais. Utilizaremos, para isso, um sermão específico em língua latina (o Sermão V do IV Domingo do Advento), no qual o pregador relaciona as quatro virtudes cardeais com episódios da vida e obra de Cristo, como relatadas nos Evangelhos. O tema será relacionado com algumas representações artísticas do santo: as pinturas de Joan Macip (1540-1545) e a mais famosa, de Alonso Cano (1601-1667), “São Vicente Ferrer Pregando” (1644-1645), bem como o retábulo central do altar da Igreja do convento dominicano de Cervera (Segarra, c. 1456), que representa São Vicente Ferrer e a Mãe de Deus (Virgem Apocalíptica), de Pedro García de Benabarre (1445-1485). Nossa análise iconográfica basear-se-á na perspectiva teórica de Erwin Panofsky (1892-1968), e na definição de imagem para o período conforme as considerações de Jean-Claude Schmitt (1946- ).

Text complet: PDF (Português (Brasil))