Revistes Catalanes amb Accés Obert (RACO)

Do Povo e para o povo, mas nâo por ele mesmo: o sistema penal como controle/limitação da democracia.

Jackson Da Silva Leal

Resum


O presente trabalho analisa a problemática envolvendo as manifestações que ocorreram no Brasil ao longo de todo o ano de 2013, mas de forma mais intensa no mês de junho deste ano, e os confrontos com as agencias de controle social que se produziram. Nesta linha, analisa-se na perspectiva permitida a partir da criminologia critica e de uma sociologia politica de matriz marxista, e também retomando a concepção de criminoso elucidada por Alessandro Baratta (1999). O presente trabalho é construído eminentemente com base em referencial teórico e bibliográfico. Tem-se o objetivo de contribuir com uma compreensão adensada da realidade contemporânea e aportar a contribuição da criminologia crítica latino-americana para as funções que desempenha o controle social nestes períodos de turbulência popular e confronto com o projeto de poder burguês-classista.

Text complet: HTML